Olá amigo (a) blogueiro a)

Olá amigo (a) blogueiro a)

quinta-feira, 27 de março de 2014

Mr. Holland Adorável Professor








 












O filme relata a história de um músico profissional (Richard Dreyfuss) que deseja dinheiro e sucesso como maestro e compositor. Porém, com algumas dificuldades financeiras, Holland vê a necessidade de trabalhar para completar a sua renda, sua meta é trabalhar apenas por quatro anos. Então, decide dar aula de música em uma escola de seu Estado.
Em seu primeiro dia de aula sente-se inseguro é nervoso, pois nunca houve a vontade de ser professor, ele só faz essa opção por achar que dando aula poderá ter tempo para compor. Holland percebe o desinteresse e a falta de compromisso de seus alunos e a falta de aptidão para tocar instrumentos. A partir da prova que aplica percebe a sua dificuldade de lecionar e a dificuldade de seus alunos prestarem atenção no que ele está querendo passar.
Com a notícia que sua esposa (Glenne Headly) está grávida, percebe que irá que trabalhar por mais tempo, assim deixando um pouco de lado seu sonho de compositor. Aos poucos Holland aproxima-se dos seus alunos, a partir dos gostos musicais de seus alunos, ele mostra que a música não é algo desinteressante.
Holland trabalha em uma escola conservadora, então quando está ensinando aos seus alunos músicas de Rock and Roll é chamado ao gabinete de sua diretora, pois como colégio conservador não aceita este tipo de música.
Ele é convidado para ensaiar a banda da escola para um desfile cívico, porém, não consegue coordenar seus alunos para marchar e tocar os instrumentos ao mesmo tempo, então, ele recebe ajuda do professor de Educação Física, porém, está ajuda seria uma troca. O professor de Educação Física ajudaria Holland se ele ajudasse seu aluno que está fora do time de futebol por ter notas abaixo da média. Holland aceita o desafio, porém, percebe que o rapaz não tem nenhuma aptidão musical, tenta descobrir como ajudar este rapaz a melhorar as notas e voltar ao time. Holland, aos poucos muda o seu método de ensinar, ganhando o carinho e atenção de seus alunos.
Holland desenvolve uma ligação com seus alunos, quando se depara com a deficiência de filho a surdez. Ao descobrir sobre a deficiência de seu filho a sua vida muda, pois a cada dia Holland se dedica a escola, deixando a cargo a educação de seu filho a sua esposa. Para o desenvolvimento de seu filho, Holland e sua esposa matriculam em uma boa escola. Nesta escola, ele aprenderá a língua de sinais e seus pais também, porém, a escola destaca que para melhor desenvolvimento de seu filho a participação da família é fundamental.
A relação de Holland com seu filho é um pouco difícil, ele não o compreende, tem dificuldade de se relacionar, seu filho cobra mais presença de seu pai, pois como Holland dedica o seu tempo a escola acaba deixando de lado seu filho.
Holland percebe a insatisfação do filho e propõe a escola, um concerto em homenagem ao filho, então ele rege a sua orquestra, com a música de John Lennon, ele adapta o palco para os surdos, como painéis luminosos e intérprete de sinais. Com isso o professor melhora a sua relação com seu filho.
Passado alguns anos com pouca verba a escola retira algumas disciplinas do quadro escolar como artes, músicas, etc. Holland se vê obrigado a sair e se aposentar, depois de tantos anos lecionando nesta escola e de ser um professor de sucesso. Porém, o que ele não esperava e que na sua saída, os alunos de todos os anos fizessem uma homenagem, em que, ele iria reger.
Este filme demonstra a luta de um professor que tenta incluir seus alunos de alguma forma na sociedade e na escola e mostra o drama de ter um filho surdo que precisa de assistência, porém, está deve ser primeiramente da família com a aceitação da deficiência e amor. E como é importante o deficiente não ser excluído da sociedade.O filme expõe como é fundamental o papel do professor e que realmente o professor marca a vida do aluno.

Fonte: http://turismoadaptado.wordpress.com/2014/01/05/mr-holland-adoravel-professor-musico-professor-e-pai-de-surdo/

Ficha Técnica
Gênero: Drama
Direção: Stephen Herek
Roteiro: Patrick Sheane Duncan
Elenco: Alicia Witt, Glenne Headly, Jay Thomas, Olympia Dukakis, Richard Dreyfuss, William H. Macy
Produção: Michael Nolin, Robert W. Cort, Ted Field
Fotografia: Oliver Wood
Trilha Sonora: Michael Kamen
Duração: 140 min.



12 comentários:

  1. O nascimento de uma criança é sempre um acontecimento único, trazendo um novo significado para a família.Desdo momento em que os pais descobre a gravidez, eles já começam a fazer planos,e nunca passam pela cabeça em ter um filho com deficiência auditiva. No primeiro impacto os pais se encontram em um momento diferente daquele que havia imaginado, porque terão um grande desafio pela frente,assim como o filme nos mostra.
    Na maioria das vezes quem sofre mais são as mães que acabam enfrentando sozinha as dificuldade, de aprender libras, educar, lutar pelos direitos, e estar sempre presente da vida do filho(a). O filme é um grande exemplo de vida para todos,o amor da mãe pelo filho, e o carinho do filho pelos pais.

    Monise Fernanda Miller

    ResponderExcluir
  2. O filme realmente é uma obra de arte!!!!
    Ele nos remete a reflexão da nossa vida cotidiana, de que todos podemos passar pela mesma situação.
    Um filho (a) é uma grande dadiva, um presente vindo de Deus porém muitos se esquecem de que a vida é uma caixinha de surpresas, e ao ,se depara com o fato de que meu filho (a) é surdo (a) nasce também um sentimento de tristeza estranhamento, muitos fecham os olhos tentando acordar mais tarde de um sonho outro preferem adentrar na caverna do descaso e até mesmo do preconceito. Porém como o longa metragem nos mostrou outros preferem encarar a situação de frente, analisando o que é preciso ser feito para que essa criança possa crescer em pleno gozo de seus direitos, falo de ser amada, querida, situada em lar prospero preparando-a para uma vida cheia de realizações mas com um forte alicerce... Família!!... União... Compreensão... Respeito... Conhecimento...
    Um outro ponto a ser destacado referente o filme é que, o individuo surdo ao compreender-se como surdo não se desvaneia a pensar que é um ser diferente e incapacitado, porém muitas vezes a sociedade e a própria família de crianças surdas se incapacitam pela situação inesperada e se acovardam a enfrentar a realidade . "Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão"
    (Paulo Freire) com esse pensar de Freire defino o filme!!
    Andresa muito obrigado por compartilhar esse filme conosco!!
    Finalizo com... "Suba o primeiro degrau com fé. Mesmo que você não veja toda a escada, apenas dê o primeiro passo."
    ( Martin Luther King)

    Ismael de Oliveira da Silva

    ResponderExcluir
  3. O filme é sensacional, podemos observar a atenção da mãe para com seu filho, detectando de que ele não ouvia , desde pequenino. No primeiro momento quando os familiares descobrem que seu filho tem a deficiência ,passam muitas coisas pela sua cabeça , desde pensamentos positivos a negativos , existe o medo de sofrerem preconceito , o receio de como se comunicarão , como também , ansiedade, angustia , revolta. Mas após passar tudo isso , os pais , assim como Mr Holand e sua mulher , procuram soluções para a melhoria na vida de seu filho , buscam ajuda , orientações de profissionais da área, e aprender Libras , que é a melhor forma de desenvolver a comunicação entre surdos e ouvintes, é uma língua complexa assim como a língua portuguesa, sendo a solução de mudança de vida para muitas pessoas.


    Bianca Oliveira Silva 4 ano de Pedagogia

    ResponderExcluir
  4. O filme é ótimo, a chegada do primeiro filho é um momento único para os pais e nunca irá passar pela cabeça deles que seu filho possa ter deficiência e quando isso acontece tudo muda, para a família é um momento difícil, muitas emoções, pensamentos de medo, não aceitação, preconceito e tristeza, mas o amor pelo filho fala mais alto e tudo isso precisa ser superado. A criança no filme é surda, a mãe sente a necessidade extrema de se comunicar com o filho, a família utilizou todos os recursos para isso, colocaram o filho em uma ótima escola de surdos e se esforçaram para aprender a língua de sinais.
    O filho aprendeu a se comunicar e a família também, a mãe e a que mais se esforçou, e com a língua de sinais o menino surdo quando cresceu se tornou um excelente e prestigiado profissional.
    Com a Língua de sinais os surdos podem se comunicar,socializar e interagir no mundo em que estão inseridos.


    Bárbara Oliveira Silva
    4º ano de Pedagogia

    ResponderExcluir
  5. O filme é muito bom, vale a pena assistir!! Ele nos faz refletir sobre a realidade, o que se passa na família quando se deparam com o diagnóstico da surdez??
    O diagnóstico da surdez faz com que os pais desta criança tenham vários sentimentos, pois uma mãe em sua gestação nunca cogitará a hipótese de seu filho (a) ser surdo, entretanto quando recebem esse diagnóstico, não estão preparados para lidar com essa situação, esperam sempre um tratamento milagroso ou que com o passar dos anos seu filho (a) comece a falar, não se preocupando com o desenvolvimento dessa criança.
    Os pais de uma criança surda devem no ato do diagnóstico procurar por ajuda especializada, pois somente assim seu filho terá o acompanhamento certo e poderá se desenvolver como qualquer outra criança, não cabe somente a criança receber conhecimentos novos, os pais também devem participar e aprender a se comunicar com seus filhos, utilizando a língua de sinais Libras, a qual é a língua dos surdos.


    Jennefer M. Dossi
    4º ano de Pedagogia

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o filme. Ele nos faz refletir sobre a necessidade dessa mãe de se comunicar com seu filho, mesmo indo contra a opinião médica. Sendo a primeira pessoa a notar a surdez do filho e também procurar formas de se comunicar com ele.
    Depois do nascimento do filho, o sr. Holland modificou a forma de ensinar música aos seus alunos, deixando a educação do seu filho a cargo da esposa.
    É importante que todo aluno que estuda libras assista o filme, pois é uma forma de refletir sobre a surdez no aspecto familiar, pois essa situação pode ocorrer em qualquer família.

    Tania de Fatima Camacho Rodim
    4º ano de Pedagogia

    ResponderExcluir
  7. O filme é ótimo, vale a pena assistir!!! Ter um filho é um dos acontecimentos mais esperados para o ser humano. Por essa razão, desde o momento em que os pais são informados sobre a existência de uma deficiência no filho, a preocupação com o presente e o futuro da criança aumenta cada dia. Essa preocupação acompanha a família por toda a vida, com maior ou menor intensidade. No filme quando a mãe descobriu que seu filho era deficiente auditivo, ela ficou em estado de choque e sentiu medo, mas lutou até o fim para que o seu filho conseguisse surpreender a todos e principalmente o seu pai, procurou uma escola de libras, onde ele aprendeu a língua de sinais Libras, a qual é a sua língua.
    Quando os pais de uma criança surda recebem o diagnostico de sua filho (o), devem procurar especialistas, para que seu filho possa ter o acompanhamento certo, para que ele possa se desenvolver como qualquer outra criança, por meio da língua de sinais Libras, os pais também devem participar e aprender para que possa se comunicar com o seu filho (a).

    Natália Volpi
    4º ano de Pedagogia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente filme..... Retratando a realidade que acontece na vida cotidiana de uma família com filho surdo, e de quem nunca esperavam passar por situações semelhantes.
      O nascimento de uma criança nos trás muita alegria, mas também quando deparamos com situações não sabemos como lidar, gostei da forma como essa mãe no filme procurou ajudar para o seu filho e não deixando sem assistência.
      O professor em encara e ajudar seus alunos a quebrar barreira de uma forma que eles não questionam, mas quando chegou à vez de encarar seu problema tem receio em procurar ajuda de pessoas especializadas.
      O professor atuando em uma sala de aula deve procurar mostrar segurança naquilo que propõe a fazer didaticamente, e não deve deixar que os alunos dominem e alcançará seus objetivos.

      Maria José Vaz Lucatti
      4º ano Pedagogia

      Excluir
  8. Segundo o filme relata, que quando a mae percebe que a criança é surda ela leva um susto e não sabe o que fazer, e como sera a vida do seu filho, conta para seu marido , pois a aceitação e difícil, portanto de agora em diante suas vidas teram que mudar, teram que fazer algumas adaptações, agora vem o ensino da libras na vida da criança, isso lhe proporcionara entender melhor o mundo em que vive pode se comunicar com outras pessoas ficará independente dos seus pais tera seu lugar na sociedade e no mundo, claro que tera descriminacao e perconceito contra elas mas nada que o otimismo dessas pessoas nao superem...
    Amei um filme muito bonito e uma grande licao de moral para as pessoas...
    Tatiana A. Fernandes

    ResponderExcluir
  9. O filme é realmente incrível, nos mostra uma realidade que podemos passar em nossas vidas.
    Ao se depararam com a deficiência do filho, desperta nos pais vários sentimentos e a luta da mãe em saber o que o filho quer dizer, em querer saber o q ele quer expressar, eles se preparam para a situação excelentemente e conseguem se comunicarem apesar de a mãe se dedicar mais, e só no final o pai percebe o excelente filho que tem.
    É importante assistir o filme, pois nunca sabemos se podemos nos deparar com esse problema em nossas vidas, e o filme nos ensina que ter um filho surdo, não deve ser tratado com um problema, mas sim como um jeito novo de viver a vida.

    Marcela Fantozzi
    4º pedagogia

    ResponderExcluir
  10. Realmente o filme é impressionante!!! Ele relata uma das cenas mais importantes do cotidiano, que é a espera do primeiro filho, toda a expectativa, e toda dedicação para que a criança seja feliz.
    O filme tambem nos mostra o quanto é delicada a aceitação dos pais que tem um filho deficiente, o quanto um luta para entender o que seu filho precisa para se desenvolver, e também o preconceito do próprio pai por não entender a necessidade do seu próprio filho preferindo se excluir em seu trabalho e outras projetos, porem o projeto mais valioso de que ele fez foi o filho mas nem se deu conta.
    O filme também aborda o atendimento ao surdo daquela época, em que hoje temos meios para melhor ensinar uma criança surda.
    Vimos também a importância da dedicação sobre a questão do desenvolvimento e carinho pela questão! O filme é sem duvida uma excelente mostra da realidade
    Natalia Vesechi

    ResponderExcluir
  11. O que é realmente o deficiente? Se a pessoa surda parece deficiente aos nossos olhos por ser diferente,nos ouvistes também somos diferentes no meio deles! Vivemos num mundo onde ninguém é igual! Se falamos em integração da pessoa surda na cultura ouvinte, isso nunca será possível se não houver a integração do ouvinte na cultura surda.Fazemos parte do mesmo mundo não podemos dividi-lo ao meio, ele só é completo se estivermos em sintonia, porque somos todos iguais, seres humanos, com potenciais, e pontos de vistas diferentes!São nossas diferenças que nos fazem especiais, únicos. Todos somos obras de arte nas mãos de Deus, obras de arte com o mesmo valor,
    Lindo filme, nos leva a um profunda reflexão eu recomendo, Bjos

    ResponderExcluir

Obrigado (a) pela sua visita!!!!